Cadastre-se e receba atualizações por E-mail

domingo, 3 de julho de 2011

EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR



A prática de atividade física vem ganhando cada vez mais espaço na vida do ser humano, seja pela busca por uma melhor qualidade de vida, ou para recuperação quando o caso já é clínico.
A educação física escolar tem como objetivo contribuir na formação geral dos estudantes, desenvolvendo capacidades motoras, cognitivas, afetivas e sociais visando que este aluno adquira o habito da pratica regular de atividade física para tornar-se um adulto saudável.
A educação física escolar é mais importante do que as pessoas imaginam, envolve o desenvolvimento global, socialização e inclusão desde os pequenos com brincadeiras e jogos lúdicos, que despertam a curiosidade pelo corpo em movimento, até os maiores com os esportes coletivos como futebol, vôlei, basquete, etc.
Segundo Valadares e Araujo, 1999 (apud Lagrange, 1977) Quanto mais numerosas e mais ricas forem as situações vividas pela criança, maior será o número de esquemas por ela adquirido.
O professor tem “a faca e o queijo na mão”, ou seja, as crianças, e inúmeras possibilidades, por exemplo: Quando se prática um jogo, existem regras a serem seguidas, quanto mais rígidas tanto maior é a atenção exigida, nas escolas as regras são fundamentais, pois permite à criança a percepção da passagem do jogo para o trabalho. Já a cooperação também formula valores para o grupo, o jogo é a forma mais simples e natural para o desenvolvimento do sentimento de trabalho em grupo. O professor deve ter criatividade e desenvolver atividades que tenham o objetivo de enriquecer o conhecimento dos seus alunos.

“A criança precisa de ajuda para aprender a vencer, sem ridicularizar uma atitude de compreensão e aceitação: e quando o clima da sala de aula é de cooperação e respeito mútuo, a criança sente-se segura emocionalmente e tende a aceitar mais facilmente o fato de ganhar ou perder como algo normal, decorrente do próprio jogo” (Valadares e Araujo, 1999)

“A Educação Física deve assumir a responsabilidade de formar um cidadão capaz de posicionar-se criticamente diante das novas formas da cultura corporal de movimento. A Educação Física enquanto componente curricular da Educação Básica deve assumir então uma outra tarefa: introduzir e integrar o aluno na cultura corporal de movimento, formando o cidadão que vai produzi-la, reproduzi-la e transformá-la” (Nunes e Couto, 2006 apud Betti & Zuliani, 2002)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CONFEF, Educação Física Escolar, Revista Nova Escola, p. 39-46, ano XXIV, nº225, Set/2009.

NUNES, T. C; COUTO, Y. A. Educação física escolar e cultura corporal de movimento no processo educacional. I Seminário de Estudos em Educação Física Escolar, 2006, São Carlos: CEEFE/UFSCar, 2006.

VALADARES, S; ARAÚJO, A. Educação Física no cotidiano escolar. Editora FAPI, Belo Horizonte – MG, 1999.





Profª Cristiane dos Santos
CREF 090370-G/SP
Professora de Educação Física, formada pela Universidade Santa Cecilia.
Email: cristiane.santos08@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário