Cadastre-se e receba atualizações por E-mail

domingo, 13 de novembro de 2011

EXERCÍCIO FÍSICO E CELULITE


    A celulite afeta cerca de 80 – 90% das mulheres após a puberdade e se apresenta como uma alteração da pele que adquire um aspecto na forma de “casca de laranja” sendo que os locais mais afetados são as coxas e região glútea.
    Vários fatores podem desencadear ou piorar o quadro da celulite como: alterações hormonais que ocorrem na adolescência, hereditariedade, alimentação inadequada, sedentarismo, estresse, medicamentos e gravidez.
    Atualmente esse parece ser um dos maiores problemas para quem pretende se enquadrar nos padrões de beleza impostos pela sociedade que preconizam um corpo perfeito e para atingir esse objetivo existem vários tipos de tratamentos, porém, a prevenção é a atitude mais importante devido à dificuldade de ser tratada.
    O tratamento vai depender do grau, da idade, do tipo de manifestação que se apresenta com mais intensidade aquela celulite. Em geral na celulite não se utiliza apenas um tratamento, a não ser, em casos muitos iniciais, mas a maioria necessita de associações.
     A pratica de exercícios físicos podem ajudar, porém, não pode evitar o surgimento da celulite devido a alguns fatores que desencadeiam o seu surgimento como a hereditariedade. Os exercícios aeróbios combinados com anaeróbios (musculação) devem ser incluídos nos treinos para que se tenha um aumento na circulação sangüínea e manutenção da massa muscular.
    É importante ressaltar que o sucesso do tratamento vai depender da presença de profissionais habilitados.



Profº Carlos André Barros de Souza
CREF 081728-G/SP
Professor de Educação Física (FEFIS)
Graduando em Fisioterapia (UNILUS)
Email: c.andrefisio@yahoo.com.br