Cadastre-se e receba atualizações por E-mail

sexta-feira, 11 de março de 2011

TREINAMENTO DE FORÇA NA INFÂNCIA



A prática de atividade física é importante para o ser humano em vários aspectos. No entanto, é possível observar que as crianças das gerações atuais praticam cada vez menos atividades físicas, ficando limitadas a vídeo-game e computadores, aderindo assim, ao estilo de vida sedentário. Hábitos que levam facilmente as crianças a obesidade e causam desvios posturais caracterizados pela falta de força muscular e posturas inadequadas por longos períodos de tempo.
Apesar de a literatura apontar diversos benefícios do treinamento de força a partir da infância, ainda existe questionamentos e dúvidas a respeito desse tema. Dentre as dúvidas, uma das mais levantadas é se o treinamento de força prejudica o crescimento longitudinal das crianças?
Segundo Souza (et alii. 2009 apud Guedes Jr, 1998) O grande receio de indicar a musculação para crianças, segundo The Physician and Sportsmedicine (1998), é a idéia de que a mesma atrapalha no crescimento. Porém este problema está ligado somente à lesão cartilaginosa, e os três fatores principais que predispõe ao aparecimento de lesões são: impacto, contato físico e deslocamentos rápidos. A musculação não tem nenhum desses três aspectos. Além disso, vários trabalhos demonstram que pressões intermitentes, causadas por exercícios de intensidade moderado-alta, tendem a estimular o crescimento estatural em adolescentes.
Evidências científicas atuais sugerem que o treinamento de força é tanto eficaz quanto seguro para crianças e adolescentes (Guedes Jr e Teixeira, 2010 apud Bar-Or et alii, 2005). Porém, é necessário ter bastante conhecimento em relação às alterações que o corpo da criança possa sofrer durante o crescimento e o desenvolvimento, e de que maneira estas alterações vão influenciar na sua capacidade e na resposta do exercício.
Segundo Souza (et alii, 2009 apud Lee E. Brown, 2008) Quando desenvolvidos corretamente e bem supervisionados, os programas de treinamento de força para crianças podem ter um valor notável em saúde e condicionamento, tais como:

  • Aumento em força e potência muscular.
  • Aumentos na resistência muscular local.
  • Aumentos na densidade mineral óssea.
  • Melhoras no perfil lipídico sanguíneo.
  • Melhoras na composição do corpo.
  • Melhoras no desempenho da habilidade motora (saltar, arremessar e correr rápido).
  • Melhoras na capacidade esportiva.
  • Aumento na resistência a lesões relacionadas ao esporte.
  • Aumento de auto-estima e autoconfiança.
  • Uma atitude mais positiva em relação à atividade física durante toda a vida.

É importante escolher os exercícios de acordo com a faixa etária da criança, de acordo com o nível de maturação, coordenação, conhecimento e condicionamento. Os exercícios de alongamento e aquecimento devem ser feitos antes de começar o treinamento de força.
Se as crianças não se motivam em seguir o condicionamento físico, podem se afastar da atividade posteriormente. Um motivo para se criar propostas que motivem mais a criança (Souza et alii, 2009 apud FLECK e KRAEMER, 2001).
Não podemos esquecer que por se tratar de crianças a prática de exercícios em uma sala de musculação pode tornar essa atividade um tanto rotineira, porém, exercícios ao ar livre com brincadeiras que utilizam apenas o peso do corpo podem desenvolver não só a força, mas também outras habilidades motoras e têm o importante componente lúdico.  

REFERÊNCIAS BIBLÍOGRÁFICAS

TEIXEIRA, C. V. L; GUEDES JUNIOR, D. P. Musculação perguntas e respostas: as 50 dúvidas mais freqüentes nas academias. Phorte editora, 2010.

SOUZA, C. A. B; NOGUEIRA, A. C; SANTOS, D. B; JUNIOR, S. Treinamento de força para pré-adolescentes. 2009. Monografia (Graduação em Educação Física) Faculdade de Educação Física de Santos, FEFIS – UNIMES, Santos, 2009.



Profº Carlos André Barros de Souza
CREF 081728-G/SP
Professor de Educação Física (FEFIS)
Graduando em Fisioterapia (UNILUS)
Email: c.andrefisio@yahoo.com.br

4 comentários:

  1. se tratando de criança eu acho que o melhor é criar uma lista de atividades recreativas pra essa criança praticar, mais saudavel q uma academia por exemplo. Não gosto do habito das crianças de hj em dia, só no video game e computador...

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado Carla por você nos acompanhar e sempre participar com sua opinião!

    É claro que essa é apenas sua sugestão de manter as crianças mais ativas e longe do sedentarismo. De fato é uma alternativa que funciona, assim como o treinamento de força É só observar que na literatura não para de surgir novos trabalhos que defendem a pratica Já é possível até observar por indicação médica.
    Creio que uma das razões das crianças não brincarem nas ruas, praças, parques,como as crianças de antigamente é devido a violência que cresce a cada dia. Portanto, acredito que a sala de musculação é uma boa alternativa para iniciar o habito de se exercitar e conseqüentemente se tornarem adultos mais saudáveis.

    ResponderExcluir
  3. faço uma pagina de esportes aqui9 em minha cidade e gostaria de colocar esta postagem em minha coluna .Devidamente com todas as referencia biograficas.
    Se possivel gostraria de sua liberação.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Olá MAXIMOESPORTES, fique a vontade, pois nosso objetivo é esse mesmo, divulgar informações sérias alcançando o maior numero de pessoas possível.
    Grande abraço.

    EQUIPE CORPO EM MOVIMENTO

    ResponderExcluir